domingo, 24 de agosto de 2008

Há coisas assim

Lembrei-me de uma padaria para os lados da Praça do Chile, acho, e onde íamos já noite escura, guiados pelas luzes laranja das avenidas lisboetas... havia uma outra, por onde se entrava através de um corredor muito estreito, no Bairro Alto e que tinha o condão de às tantas da manhã “matar” a fome que uma noite de copos trazia sempre por consequência.

Também me vieram à cabeça as boleimas compradas às sextas-feiras à noite na zona industrial, há anos atrás, dentro da garagem com dezenas de cestos de pão fresco a ombrearem com a carrinha da moagem, à espera de serem entregues. Ou as empadas quentes do F.B.I., que no final de uma noite de Alibas vinham reconfortar as poucas ideias claras que ainda era possível ter e davam o “empurrão” que faltava para irmos para a cama....

Vem isto a propósito de ontem, ao voltar a casa de madrugada, ter tido a sorte de cruzar o meu caminho com uma padaria, ou boulagerie como aqui se chama, e concluír que entre este canto e o canto de onde venho há muitas diferenças mas uma coisa não muda: o cheiro do pão acabado de cozer.

6 comentários:

Primo Luis :-) disse...

:-) como me é familiar tal sensação. Ultimamente o cheiro é mais o das pizzas, mas o do pão às tantas horas da madrugada é sempre sinal de uma noite bem passada ou bem regada.
Um beijo do primo

Mário Tavares disse...

nostalgia amigo Tko.

já era sem tempo escreveres qq coisa.

ha vida em Tákio... lol


abraço com saudades

Ricardo Eustáquio disse...

é bom saber que depois de tanto tempo (1 mês!) sem aqui deixar nada ainda há quem tenha coragem de vir ver o que se passa :)

M. disse...

FBA, amigo, FBA. A não ser que costumes ir comer empadas à filial portalegrense dos serviços secretos americanos :P

Saudades *

joana disse...

muito bem Marisa, antecipas te te a mim, na emenda de FBI para FBA.:)

E sim amigo Ricardo ainda há pessoas que continuam à espera das historias que tens para nos contar...antigamene era a emoção de ir ver a caixa do correio;agora é bem mais simples, é só clicar

Joana Eustáquio disse...

F.B.A. meu caro! Saudades, saudades... :D Um dia mando uma boleimazinha abusadamente carregada de torrões de açucar e canela. Daquelas bem altas, com o recheio a escorrer boleima a baixo! :) Nhammmm...

Beijo da mana